Skip to content

A sabedoria da viola

Agosto 18, 2012

Feliz daquele que aprende com as diferentes actividades da vida, e dá maior amplitude a tantos gesto rotineiros, dando-lhes um simbolismo que engrandece a vida e nos faz crescer e educar o nosso olhar. Tenhamos a mente arejada e o coração desabotoado, e a vida nos dirá grandes lições.

Convido-vos a olharem para a viola. Instrumento tão simples, mas que nos pode transmitir lições bonitas.

Uma viola tem 6 cordas, todas diferentes, com um som próprio e único. A diferença das notas permite interpretar melodias harmoniosas.
Elas precisam de estar devidamente tensas, para poderem dar o melhor som. Frouxas não tocam bem, esticadas de mais também não e podem partir.
Depois existe o tocador, que conforma a habilidade musical, pode fazer nascer desse instrumento melodias encantadoras e únicas.
Para saber qual a tensão certa a dar a cada corda, existe o afinador, que embora não estique as cordas, informa da tonalidade certa.

Outra característica é que para aprender a tocar custa bastante, pois as cordas trilham os dedos. Até ganhar calo, a dor persiste. É o calo que permite retirar melhor som das cordas. Se o música desistisse diante desse “sofrimento” nunca chegaria a ser bom. O que o faz continuar, é não se centrar da dor, mas em ela ser necessária para ele aprender.

A nossa vida poderá assemelhar-se à viola. As cordas às nossas diversas situações da vida. A melodia que dela tiramos, depende da sabedoria de vida, isto é, da habilidade para tocar com mestria.
Para as cordas darem o som próprio, precisamos do afinador, de Deus, que não trabalhando em nossa vez, nos orienta.
sabemos que as diferenças de temperatura, podem provocar desafinações. Por isso, a necessidade, de periodicamente, reafinar.
Com muito treino, e dedicação, vamos interiorizando o afinador em nós. Isto é viver em Cristo e com Cristo, viver inspirado nos critérios de Deus.
As dores da vida, embora não desejadas, quando encaradas de forma positiva, são elas que nos abrirão portas e nos farão caminhar em outra direcção, mudar de rumo. Se nos descentrarmos da dor e pensarmos em torna-la construtiva, no fim seremos mestres na arte de viver, e donos da nossa própria vida.
About these ads
No comments yet

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 653 outros seguidores

%d bloggers like this: