Skip to content

Gestão das relações humanas

Março 5, 2008

Já reparam como é difícil a gestão das relações humanas?! Muitas vezes não sabemos como agir, o que pensar, o que escolher.

passaroPoderemos utilizar a seguinte metáfora:

gerir as nossas relações humanas é como ter um passarinho nas mãos:

se apertamos demais, ele morre. Se abrimos demais ele foge.

É nesta simbiose que está o segredo, o trabalho e a dificuldade.

Quantas vezes, com medo de perder, apertamos tanto que o outro não pode respirar, quase não pode existir. Sufocamos. E acabamos mesmo por perder.

Quantas vezes agimos de uma forma demasiado laxante, aparentando falta de interesse, e como tal interpretado, que pode levar a abusos ou à fuga.

Diz Saint Exupery que devemos cativar. Cativar e prender. Mas não uma prisão física nem psicológica. Cativar é envolver. É estar atento. É dar espaço. É saber estar presente.É saber estar ausente. Mas sempre atento e interessado. Interesse não manipulador e curioso.

Pensemos numa mão cheia de areia: para a conservar, tenho de manter a mão semi-aberta. Se a fecho com medo de a perder, ela foge da mão. Se a mantenho aberta e me distraio, perco-a.

Então qual o segredo para conservar a areia?

Advertisements
8 comentários leave one →
  1. ZéLuiz permalink
    Março 5, 2008 18:31

    Olá!
    Ora aqui está um tema e peras!…
    Isto dará “pano para mangas” se quizermos mesmo partilhar e não só vir espreitar lá ao “blog” do padre para ver o que ele lá tem.
    É bom ver o registo das visitas e ver que elas se contam por centenas diárias e que quase todos os temas (artigos) são olhados. Pena é que não apareçam também os comentários, as palavras os dizeres mesmo de quem diz não saber lá disso, tanto que lhe permita escrever frases muito bonitas. Todos devem dizer do que lhes vai na alma, à sua maneira, pois senão este espaço torna-se uma maçada, sempre dos mesmos.
    Vamos lá, peguemos então neste tema e apresentemos o nosso testemunho, como PAIS, como EDUCADORES, como CHEFES, mas tambem como COMPANHEIROS, como AMIGOS, como uns e outros, ou será que nunca fizemos gestão de relacções humanas??
    Por exemplo com os filhos. Como tem sido a nossa relação com eles? de mão aberta, fechada, entreaberta?? ou será que é sem mão??
    E com os nossos amigos? Os mais velhos na vivência do dia a dia na fábrica, na oficina, no trabalho em geral e na rua, os mais jovens, no grupo, na diversão, no andar e mesmo os mais pequenos nas actividades da escola, nos grupos de catequese ou nos passatempos, como tem sido o nosso comportamento?? Gerimos bem a formação da amizade para que crie laços fortes que perdurem ou por outro lado vivemos só o momento??
    Façamos o exercício de gestão pensando na imagem da mão: Aberta, fechada ou, ou,… no equilibrio de emoções que passem pelo respeito do teu espaço e do meu, no interesse do conjunto.
    Olhem que vale a pena.
    E já agora, participem os do costume e já agora os outros também, PASSEM A PALAVRA.
    Com amizade,
    ZéLuiz

  2. Março 5, 2008 21:26

    Obrigado ZéLuis. Exprimiu muito bem o espírito deste blogue.

  3. Pedro Oliveira permalink
    Março 5, 2008 23:52

    Gerir relações torna-se bem complicado quando muitas vezes somos confrontados com jogos de interesse. Viver/conviver em grupo torna-se complicado quando, entre muitos que deveriam rumar com o mesmo objectivo, existem alguns que remam em sentido contrário.
    Acredito que a verdadeira amizade consiga suportar as tempestades mais complicadas. Certo é que a palavra “Amizade” se tem vindo a deteriorar ao longo do tempo e atribui-se ao simples “coleguismo” o nome de amizade.
    Somos também, muitas vezes forçados a odiar, com medo de amar. Chegamos a um ponto em que, até a confiança parece ter um preço.
    A todos aqueles com quem tenho laços resistentes e totalmente transparentes, o meu muito obrigado por saberem sempre ter um ombro amigo!

    “Keep smiling, keep shining..That’s for friends are for”

  4. Adelino permalink
    Março 6, 2008 00:12

    Nos dias de hoje, tornou-se difícil gerir as relações humanas.
    Se tens dinheiro, amigos não faltam…
    Hoje, saber com quem contamos é difícil. Por isso, as pessoas
    já não cofiam em ninguém.
    Temos que recomeçar a ter confiança e lutar contra a desigualdade
    Bem-haja todos os de coração puro e honesto.

  5. Carla (Catequista 2º Ano) permalink
    Março 6, 2008 08:32

    Bom dia a todos…

    Não é fácil saber como ter a mão entreaberta…De facto, eu por exemplo, no que diz respeito á minha família chegada (filha, mãe..) tenho sempre a mão muito fechada….demais até, só que assim e apesar de saber que até posso correr o risco de asfixiar, eu consigo proteger…Errado, eu sei..Mas esta partilha de emoções e razões, ajuda…pelo menos a tomar consciência do que somos.

  6. ZéLuiz permalink
    Março 6, 2008 18:23

    Olá!
    Vamos lá coloquiar sobre este tema.
    Como gerir a nossa intervenção junto dos outros?
    Com os FILHOS, por exemplo. Vamos lá refletir sobro o que tem sido o nosso comportamento com os filhos, mais pequeninos ou maiores já, mesmo adultos até.
    Pegando nas palavras de Saint Exupery se calhar é mais facil fazer esta reflexão e vermos qual tem sido a POSIÇÃO DA NOSSA MÃO, na relação com eles. Teremos de CATIVAR, sem apertar. E como??
    A resposta é clara: ESTAR ATENTO, DAR ESPAÇO, SABER ESTAR PRESENTE E AUSENTE, se for caso disso, mas ESTAR INTERESSADO sempre . Temos feito já tudo isto e parece que não ter resultado. Sentimos que o seu comportamento para connosco é frio e reservado. Temos vontade de apertar mais, mas temos medo; apetece-nos abrir mais mas não sabemos até onde. Pois é ,estas coisas não se conseguem já pré-embaladas. Têm que ser “cozinhadas” a gosto. Aí a dificuldade em muitos casos.
    Usemos este espaço para PARTILHAR experiências ou opiniões que possam ajudar quem nos ler a encontrar melhores soluções para os seus casos.
    Crescer é isto mesmo é fazer um caminho calculado e avançar.
    Contamos com todos,
    ZéLuiz

  7. Março 6, 2008 22:20

    Jesus diz uma coisa, como todas, muito sábia e inteligente, que na maioria das vezes é proferida sem nos inteirarmos do seu real sentido. A frase é esta: “Ama o teu próximo como a ti mesmo”.
    Porque é que damos tanta, a maioria das vezes sempre, a atenção ao amor ao próximo? Já repararam no modelos deste amor? “Como a ti mesmo”. Primeiro temos de aprender a amar-nos, a perdoar-nos, a aceitar-nos, a abraçar-nos. Se não gosto de mim, se não me aprecio, se não me valorizo, que estou eu a dar a quem gosto? Nada? Pouco e fraco? Procuremos dar tudo e bom: o que somos e o nosso desejo de melhorar, por nós, por eles e com eles.
    Este auto-amor não é sinónimo de egoísmo. O amor egoísta não é amor, está condenado ao fracasso. É por isso que Jesus coloca os outros, para que o nosso amor cresça e não morra.
    Que sorte…. que privilégio… conhecermos um Deus que fala assim.
    Na maioria das vezes, falhamos nas nossa relações humanas porque falhamos antes connosco, porque projectamos nos outros os nossos medos e angústias, incertezas e traumas. Porque queremos esquecer o nosso passado em vez de o integrar na nossa vida. Nunca conseguimos esquecer, porque temos uma coisa que se chama memória. Temos é de aprender a conviver com a nossa história.
    Se nos amarmos primeiro…. a relação com os outros será facilitada e optimizada.
    Mas é preciso tempo para nos amarmos e amar os outros. Neste corre corre dos dias de hoje, podemos não perder o comboio, mas arriscamos a perder a vida, e não falo da vida biológica…
    Que bom jejum…. que boa penitência… que excelente caminhada… tentar encontrar um momento, por mais pequeno que seja, para dedicar a amar-me…

  8. Maio 26, 2008 14:44

    parabns pelo site um fote abraço fiquem todos com deus que eu estou com ele chau telefone para amizades pode me liga que seremos bons amigos, 03184 33822411

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: