Skip to content

Medo

Novembro 1, 2008

O medo não é sinal de covardia. Muito pelo contrário, é ele que nos dá possibilidade de agir com bravura e dignidade diante das situações da vida.

Quem sente medo e, apesar disso, segue adiante, sem deixar-se intimidar, está dando uma prova de valentia. Quem, entretanto, enfrenta situações arriscadas sem dar-se conta do perigo, demonstra apenas irresponsabilidade.

[Paulo Coelho]

Gostaria de acrescentar que aquilo que se disse acerca do medo, aplica-se nas mais variadas situações. E nacatequese também se aplica: temos medo de errar, de não conseguir fazer catequese, de os miúdos se portarem mal, de inovar, de utilizar estratégias e metodologias novas e adaptadas. O medo deve ser um incentivo para estarmos atentos, preparados e corajosos para a mudança efectiva e oportuna.

Advertisements
2 comentários leave one →
  1. miná ( Famalicão) permalink
    Novembro 4, 2008 13:58

    Engraçado o que sinto e penso: sou uma pessoa pessimista e receosa por natureza, no entanto quando me proponho fazer catequese sinto muita responsabilidade e preocupação, mas medo não.Nunca tinha pensado nisto: procuro inovar ,experimentar novas estratégicas, mas medo , medo não sinto…Sei que o Espírito Santo está comigo e …vou em frente

  2. José Sá permalink*
    Novembro 4, 2008 17:54

    A verdadeira catequese é aquela que passa para a vida. Que esse sentimento também encontre eco na vida. Como diz alguém, nós somos muito mais capazes do que aquilo que imaginamos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: