Skip to content

Sentir “a graça” no advento

Novembro 29, 2008

Começamos mais um ano litúrgico, com o início do tempo do advento. Este tempo deve ser um despertar para a necessidade da vigilância, de uma espera activa pela vinda do salvador. Esta espera activa deve ser caracterizada pelo empenho na construção de um mundo melhor, mais humano e mais divino. Deve ser um tempo de paragem exterior, para nos encontrarmos com o nosso interior. As necessidades do mundo obrigam-nos a correr tanto, que nos esquecemos de nós mesmos, e das coisas que não são materiais. Andamos deprimidos porque divididos. Porque perdemos a alma numa encruzilhada da vida. Para conseguirmos levantar-nos da inércia, precisamos de um incentivo. Deus oferece-nos  “A GRAÇA”, como diz S. Paulo na segunda leitura deste fim de semana.

O que é “a graça”? Tem origem no hebraico “hen”, e traduz a imagem da mãe que embala o seu bebé nos braços, aconchegando-o, olhando para ele com ternura e amor, querendo protegê-lo de tudo, para que se sinta confiante, amado e seguro. A graça define Deus: amor e beleza. O desafio que nos é lançado é duplo; primeiro, para para sentir este olhar e o colo de Deus. Segundo, irmos ao encontro dos irmãos com esta graça, com este olhar.

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: