Skip to content

Coração

Junho 5, 2009
tags:

A palavra hebraica leb, traduzida por coração, designa o centro da interioridade do ser humano, a sede do conhecimento, da memória, da vontade, das paixões e da coragem. O coração é a nascente, a fonte do ser humano.

A tradição rabínica relaciona leb (coração, com bl (não) para dizer que o coração é importante. É só no coração que se pode dizer sim ou não. Daí é que brotam as verdadeiras palavras, as verdadeiras decisões, as verdadeiras opções. Com a palavra coração, diz-se tudo o que é belo, verdadeiro e bom. Coração evoca bem o mistério de Deus e sigila a verdade mais densa do ser humano. (Adérito Barbosa).

Por isso, façamos as pazes entre o coração e a razão, para que a vontade nos traga paz e não deixe que ninguém no-la roube. Ouçamos a nossa voz interior. É também lá que Deus no fala. Porque teimamos em ouvir mais os outros que o nosso próprio coração (não falo apenas de paixões, mas de sonhos, vontades…)? É la que mora a nossa criança, tantas vezes adormecida. Jesus disse que a vida está em quem ouve e deixa viver a criança que vive em cada um. Porque perdemos a tranquilidade, carregados por um passado que ja não existe, e pela inquietação de um futuro incerto? Diz Jesus: cada preocupação a seu tempo. Vivamos com mais consciência de nós e do que nos circunda.

E se parássemos um pouco, neste momento, fechemos os olhos, e tentemos ouvir o nosso coração, a nossa mente, os nossos sons, imaginar o nosso espaço…

Que tal? Surpreendido?

2 comentários leave one →
  1. miná(Famalicão permalink
    Junho 7, 2009 16:34

    Coração, razão, vontade, sentimento, emoções….
    Muito difícil conciliar todas estas « torrentes»!

  2. Manuel permalink
    Junho 11, 2009 01:05

    “Se os olhos vêem, se as orelhas ouvem e se o nariz respira, eles conduzem ao coração aquilo que recolheram e ele organiza as decisões. A língua, então, as anuncia”. (A. Erman, La religion des egyptiens)

    O coração é um órgão vital para a Vida. A Vida física e a Vida emocional.

    É um órgão de grande importância funcional, é autónomo e, simbolicamente, significa a generosidade do amor, a única emoção que tem a capacidade de curar, unir e transformar.

    De facto, ligamos a simbologia do coração ao sentimento mais puro, mais intenso, mais verdadeiro, mais honesto….

    Talvez por isso, é que as verdadeiras palavras são realmente sentidas.

    É pelo coração que passa o sangue, o fluído da vida. O coração está no centro do corpo e no sentido simbólico esta no centro do desejo humano: o amor.
    È através do coração que expressamos várias sensações:
    – o medo… “Estou com o coração pequenino”;
    – a frustração… “Estou com o coração partido”;
    – o carinho… “o filhinho do meu coração”;
    – o amor… “Tu moras bem aqui, no meu peito”.

    O padre José Sá, só pode estar rodeado de pessoas que “têm um grande coração”. A sua obra só poderia ser realizada por gente que se entrega generosa e emocionalmente aos outros.

    E eu estou dizer isto “do fundo do meu coração”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: