Skip to content

Quaresma

Fevereiro 19, 2010
tags:
Advertisements
6 comentários leave one →
  1. Manuel permalink
    Fevereiro 21, 2010 02:10

    Recomeçar
    Compreender
    Partilhar
    Perdoar
    Acolher
    Caminhar
    Profundidade
    Silêncio
    Assumir
    Reacertar
    Reconstruir
    Desejar
    Preparar
    Arriscar
    Verdade
    Confiar
    SAIR

    SAIR! É a palavra que mais me marcou. Não porque no vídeo apareça num carácter maior, mas porque à primeira vista parece estar fora do contesto das outras palavras.
    Puro engano! (digo eu)
    E a pergunta que me vem logo à cabeça é: – Mas sair para onde?
    Julgo que a resposta está dada no post sobre o Carnaval (15-Fev-2010), neste blogue, nomeadamente quando o Padre José Carlos nos diz “Aprendermos a olhar para dentro de nós mesmos”.
    Este é o destino da nossa saída…. SAIR PARA O NOSSO INTERIOR, e lá “dentro” devemos procurar dar sentido a todas as outras palavras que apareceram no vídeo

  2. Fevereiro 21, 2010 08:54

    Como diz o anúncio, “Sair cá dentro”. Boa viagem pelo mundo interior. Muita gente pode perguntar: que é isso? É conhecer as nossas motivações, aquilo que nos faz mover, aquilo em que acreditamos (Deus e vida), a nossa história, as nossas aprendizagens, os nossos limites e capacidades, o porque das nossas emoções e atitudes, qual a nossa forma de nos vermos a nós, à vida e a Deus, quais as nossas máscaras, defesas, as nossas reacções, até que ponto actuamos o palco da nossa vida, ou se seremos meros espectadores.
    A diferença desta viagem, é que chegaremos ao nosso destino mais enriquecidos, e mais conscientes de nós mesmos.
    Boa viagem….

  3. miná ( Famalicão) permalink
    Fevereiro 21, 2010 23:35

    A quaresma é um tempo que a mim me causa alguma inquietação, não porque me lembre de coisas más , mas porque deve ser um tempo de mudança interior.Até aqui tudo certo; mas como fazer essa mudança?!Ouço, leio, medito, mas …;sinto que está longe essa tão apregoada mudança em mim, sim porque é de mim que estou a falar, não dos outros…

  4. Fevereiro 22, 2010 00:52

    A quaresma deve ser vista numa perspectiva positiva. Não podemos reduzir a quaresma a um época de um sentimentalismo estéril, de pena de Jesus, que, coitadinho, sofreu tanto por nossa causa. Jesus disse: “a minha vida ninguém ma tira, sou eu que a dou”. Ele não foi um coitadinho, mas uma pessoa de fibra, de carácter, com uma personalidade bem forte, sabendo o que queria, sendo a sua morte uma consequência, aceite e consciente de Jesus. Ele disse a Pedro: “Então não hei-de receber o cálice que meu Pai me preparou?”
    Jesus teve medo, mas soube enfrentar os medos. Não fugiu nem escondeu. E pediu ajuda aos amigos nessa fase difícil.
    Por isso, aquilo que quero pensar é isto: eu quero crescer por dentro, ser mais parecido com Cristo, na segurança, no amor, da disponibilidade, na liberdade de pensamento. Ele é para mim modelo de fé e de vida. O resto que se costuma fazer na quaresma, eu pergunto: isso em que contribui para o meu crescimento? Não será uma forma de me convencer que sou santo?
    Se ajuda a crescer, continuem. Mas não pela tradição, mas pela convicção.
    Porque não, nesta quaresma, colocarmos o propósito de lermos um evangelho. E meditar. Dessa forma aprenderemos a conhecer melhor a Deus, a nos mesmos, e a prender lições para a vida.

  5. Manuel permalink
    Fevereiro 23, 2010 16:16

    Quem ousou “afrontar” os poderes instituídos, os conceitos preestabelecidos, as verdades instaladas, a arrogância dos poderosos, a opulência dos ricos?
    Quem se “atreveu” olhar de frente os poderosos, em plena opressão militar, política e religiosa, dando uso, única e exclusivamente, à palavra, com a mensagem de Deus, que era a arma que esgrimia com mestria e que ainda a mantém viva passados 2000 anos.
    Terá sido um Coitadinho? Um Fraco? Um Desgraçado?
    Os homens Arrojados, de Carácter, com Convicções, com Vontade de Ajudar, de Honra, com Energia Positiva e Força Interior, com Palavras de Esperança e Crença, são tudo menos coitadinhos. Serão, quanto muito, … Loucos.

    Mas voltando à pulga que, mais uma vez, se me alojou atrás da orelha, a sua pergunta, Padre José Carlos, sobre o “resto” do que se costuma fazer na quaresma, refere-se concretamente a quê? Aos rituais?

    Diz-nos que a Quaresma deveria ser um período reservado para a reflexão, meditação, de viajarmos no nosso interior indo ao encontro de uma activa socialização para com Deus, com a vida, com os outros.

    Contudo a Igreja Católica propõe rituais, tradicionalmente aceites uns, outros nem tanto, como são os casos da Penitência, do Jejum, da Caridade, das celebrações do Domingo de Ramos, da Ceia do Senhor, da Sexta-feira Santa (com a procissão ou Via Sacra), o Sábado de Aleluia (com a Vigília Pascal), Missa da Páscoa (ressurreição de Cristo), da Visita Pascal (Compasso)

    Que acto de “loucura” é esse, Padre José Carlos, que pretende fazer (propor) ao seu povo?

  6. Fevereiro 23, 2010 23:41

    O acto de loucura que proponho, é que nos deixemos de ritos externos, superficiais, que em nada contribuem para o nosso crescimento. O mais importante não são os ritos tradicionais da quaresma, como o jejum e a abstinência de carne, mas um coração bom, um crescimento interior, uma maior comunhão com Deus, connosco e com o próximo. Que importa eu cumprir todos os ritos, e no mesmo dia que faço jejum e abstinência, maltrato toda a gente? Agora, se esses ritos são o reflexo de alguma caminhada interior, então sim, sejam feitos. Não pela obediência a um preceito, pela ousadia de alguém que ama a Deus livremente. Os ritos fazem falta, mas têm de reflectir uma caminhada. Eles valem pelo que nos ajudam a crescer.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: