Skip to content

Entrevista

Novembro 13, 2010

1) Qual é o sentido da vida?

Na minha opinião, não e possível viver a vida em profundidade, se não estivermos disponíveis para aprender com a vida, a enfrenta-la de forma consciente, aprendendo a superar os desafios. Precisamos saber onde queremos chegar, para podermos escolher o caminho a seguir. Não chega atingirmos a meta. É fundamental deixarmo-nos encantar pelo caminho e como acto de caminhar. A beleza final será o que tivermos aprendido e valorizado pelo caminho.

Na vida precisamos aprender a estabelecer objectivos. Uma vida sem objectivos, é uma vida desperdiçada. É como tentar acertar num alvo de olhos vendados.

Nesta busca pelo sentido da vida, podemos optar por vários modelos. Para mim, a mensagem de Jesus Cristo é profunda, abrangente e transversal a toda a minha vida. Ela permite-me olhar para a minha vida a partir de dentro, e a olhar para ela com um olhar diferente. Quer queiramos, quer não, todos nós vemos a vida com umas lentes. Se eu não tiver consciência das lentes que utilizo, e se são as mais adequadas para mim, poderei ver a realidade toda deformada e deixar que a interpretação que dela faço me afecte negativamente.

Jesus também me diz que esta vida não termina dum absurdo. Mas que Ele dará continuidade à vida e aquilo que construi. É bom saber que a minha vida não é desperdiçada, e acaba vencida pela morte. Em Deus, todo o bem feito tem futuro.

2) O que é a felicidade?

A felicidade não é algo que eu possa dizer que tenho ou não tenho. A felicidade constrói-se a partir de dentro, e nunca de fora. A felicidade reside na minha interpretação da realidade. Se eu aprender a encarar a vida com optimismo e resiliência, então sim, eu serei feliz, mesmo no meio das adversidades. A realidade não muda. O que pode mudar é a minha visão da realidade e a forma como ela me afecta.

3) Porque existe a morte e o sofrimento?

Existe morte e sofrimento porque existe vida e afectos. Em cada momento, em cada situação, nós estamos sempre a morrer um pouco, e a viver para outras realidades, e outra forma de ver as coisas. Quando há movimento e transformação, há morte para que haja vida. “Se o grão de trigo não morrer, fica só. Mas se morrer, dará muito fruto”. Nessa morte, ele continua a existir.

O sofrimento é a consequência do amor. Sofre quem ama, e quem ama sofre. Não há possibilidade de ser diferente. Mais vale um sofrimento por se ter amado, do que uma vida sem sofrimento, mas cheia de solidão, vazio, sem amor. Vale a pena sofrer simplesmente porque vale a pena amar. Amar os outros, amar a vida, amar-nos a nós mesmos. O único amor que não faz sofrer um dia, é o de Deus, porque esse não tem fim, nem com a morte, e porque esse dá Vida.

5 comentários leave one →
  1. Miná permalink
    Novembro 13, 2010 13:10

    Já me habituei a ir ao partilhar encontrar grandes meditações( elas são à minha medida, pois longas não teria tanta capacidade de as interiorizar) e cada vez que vejo um novo artigo, fico logo toda curiosa!Hoje são três e cada um com um conteúdo diferente, como é óbvio,mas todos fazendo parte da nossa vida, que desejamos que seja feliz, com pouco sofrimento e na certeza que um dia morreremos; pois bem, gostaria de colocar uma questão ao sr. Padre Zé Carlos, no que se refere ao sofrimento.Eu entendi perfeitamente o que nos quis transmitir, no entanto eu penso que muitas vezes o sofrimento de que as pessoas falam é mais corporal, físico, e então questiona-se muito: se Deus existisse não permitiria o sofrimento dos inocentes…Há dias num velório comentava-se isso mesmo ( claro que eram pessoas que não tem intimidade com Deus nem com Jesus Cristo), mas são perguntas que às vezes nos fazem os adolescentes da catequese; a gente lá vai argumentando conforme a nossa sensibilidade e e o nosso sentir, mas não é fácil.
    Será que um dia destes pode escrever sobre este assunto?
    Agradeço antecipadamente

  2. Novembro 14, 2010 14:14

    Essa pergunta é pertinente. Existe sofrimento porque existe vida e existem sentimentos. Fisicamente, temos um sistema nervoso e sensorial que transmite dor. Somos, por natureza, finitos. Sofremos igualmente porque sentimos e nos preocupamos.
    Deus criou o homem por amor e com amor. Não fez dele um joguete de interesses. Essa liberdade que todos querem apregoar, ao ponto de questionar o próprio Deus. Mas se há amor, e tudo é feito por amor e com amor, tem de haver liberdade. Não há amor sem liberdade para amar e ser amado. E corre-se o risco desse amor não ser entendido nem retribuído. E continuamos presos ao amor que nos impede de dominar o outro.
    Deus ama. Deus deixa-nos livres. Mesmo quando usamos mal essa liberdade e somos irresponsáveis. Ele alerta. Ele fala. Ele aconselha. Mas não temos tempo. Temos pressa para gozar a vida, e ela foge-nos por entre os dedos. Não o ouvimos a Ele. Depois reclamamos com Ele por não fazer nada. Ele não pode. O poder de Deus é o que o torna frágil: é o amor.
    E contra muitos dos males, Deus já fez alguma coisa. Enviou o Seu Filho. Precisamos nós agora de o escutar. E Criou-nos a nós. Precisamos seguir o que Ele nos ensinou.
    E depois, conhecem aquela história de que todos sabemos melhor do que Deus o que fazer. Nós vemos a pouca distância. Deus vê longe. Nós queremos soluções imediatas. Deus quer soluções duradoiras. Nós queremos tudo feito. Deus quer soluções construídas e duradoiras.

  3. Novembro 14, 2010 14:23

    O homem que faz melhor do que Deus.
    Um dia um homem quis ocupar o lugar de Cristo na cruz. Cristo permitiu, com uma condição: “ouças o que ouvires, não podes abrir a boca”.
    O homem aceitou e trocou o lugar com Cristo.
    Chega um homem de negócios que vem rezar pedindo a Deus que abençoe o seu negócio sujo, e vai-se embora. Mas esqueceu a carteira.
    Chega uma mulher, que vem pedir ajuda porque não tem dinheiro para comprar comida para os filhos. Vê a carteira e leva-a.
    De seguida vem um jovem, que pede a Deus que abençoe a sua viagem de avião.
    Entretanto, quando o jovem se vai a retirar, chega o homem de negócios a procura da carteira. Não a encontra e pensa que foi o jovem quem a roubou. E ameaça chamar a policia. O falso Cristo, ao ver a cena, vem em defesa do jovem e diz que ele não roubou nada e conta que foi uma mulher que a levou.
    Quando a igreja fica vazia, Cristo aproxima-se e manda-o descer da Cruz, que ele não é digno de a a ocupar. “Havia de deixar cometer aquela injustiça, Senhor?”
    “Aquilo que chamas injustiça eu digo-te o que é: o homem tinha aquele dinheiro que não lhe fazia falta e ia ser usado para fazer mal. Aquela mulher precisava do dinheiro para dar de comer aos filhos. E aquele jovem, se ficasse mais algum tempo, ia-se provar que ele não tinha roubado a carteira, perderia o avião, mas salvaria a vida, porque o avião está a cair neste momento.”
    Que sabemos nós, afinal…

  4. Fátima Fontes permalink
    Novembro 16, 2010 12:01

    Qual é o sentido da vida? Hoje vou só responder a uma das reflexões, Deus nos criou para termos comunhão com Ele alegria espiritual (Lucas 23:43), mas também para vivermos esta vida com satisfação e sentido, este relacionamento com Deus somente é possível através de Seu Filho, Jesus Cristo (Atos 4:12; João 14:6; João 1:12). Eu começo a ter sentido para a minha vida quando começo a confiar em Jesus Cristo como Salvado. “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.” “Deleita-te também no SENHOR, e te concederá os desejos do teu coração.” (Salmos 37:4)

  5. Fátima Fontes permalink
    Novembro 19, 2010 13:47

    O que é a felicidade? Para mim a felicidade é.. a esperança, alegria e a fé viva em Jesus, à Luz que da o sentido e significado a esperança e alegria, as tristezas e angústias sofrida nesta vida… se meditar um pouquinho vejo: Que a felicidade, esta em cada um de nós, mesmo quando nada esta bem, só nesta luz encontro o sentido e o significado para a minha felicidade, como é bom ter descoberto a beleza desta luz, isso muda tudo, faz com que me aceite e me torne mais feliz.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: