Skip to content

Lema de vida

Abril 8, 2011

Façam da vossa vida um lugar de beleza, e não uma lixeira. Cultivem flores da amizade, de paz e amor e não roedores da mente e do coração.

Cada novo despertar do sol é uma nova oportunidade que Deus nos dá para refazermos a vida, para recomeçarmos, para aprendermos, para fazer caminho.

O sol entrará na nossa casa conforme a abertura que tivermos. O amor, Deus, a sabedoria, entrarão em nós conforme a nossa disponibilidade. Uma mente aberta vê uma lição de vida em tudo.

Não vivas centrado nos problemas. Contempla os lírios do campo. Há mais de uma maneira de olhar para a mesma realidade. Grava as coisas boas na rocha, para que o tempo as conserve. As más escreve-as na areia, para que o tempo se encarregue de as apagar.

Constrói dia-a-dia a tua paz interior. Transforma a tua informação em conhecimento, para que possas adaptar a cada nova situação da vida. O mais importante é o que tens dentro de ti e o que fazes com isso. Disso dependerá as tuas escolhas e a tua felicidade.

Não procures apenas respostas na fé e na vida. Procura fazer as perguntas certas. Reflete. Semeia ideias, e cultiva-as. Faz com que a tua vida faça a diferença para alguém.

A vida pode ser difícil, mas também é bela. Depende da tua perspectiva em relação a ela. O segredo é procurar viver encantado. Vive-se encantado quando se é capaz de colocar um pouco de amor em tudo o que se faz.

Anúncios
3 comentários leave one →
  1. Miná permalink
    Abril 8, 2011 18:25

    Novo«luk»!…É preciso mudar de vez em quando!As rotinas, as repetições, cansam-nos… Mas, vamos ao que interessa: que belo , padre Zé Carlos! Como a vida seria diferente, se todos agarrássemos com «unhas e dentes», este lema de vida! Seríamos muito mais felizes e faríamos também os outros mais felizes. Mas, aos pouquinhos eu vou conseguindo libertar-me do que me impede de ser mesmo feliz: tento ver os acontecimentos pela positiva; estou menos vulnerável aos comentários, sobre a minha pessoa( nomeadamente familiares); estou a aprender( nunca é tarde) a mimar-me, a valorizar-me; a depender menos da opinião dos outros para tomar algumas decisões pessoais….e por aí adiante. VIVA A VIDA!

  2. Manuel permalink
    Abril 10, 2011 01:53

    Certa mulher pobre com uma criança ao colo, ao passar diante de uma caverna, escutou uma voz misteriosa que lá de dentro lhe dizia:
    -“Entre e apanhe tudo o que você desejar, mas não se esqueça do principal”
    -“Você só tem oito minutos para estar aqui dentro”
    -“Lembre-se, porém, de uma coisa: Depois de você sair, a porta se fechará para sempre.”
    -“Portanto, aproveite a oportunidade mas não se esqueça do principal…”
    A mulher entrou na caverna e encontrou muitas riquezas. Fascinada pelo ouro e pelas jóias, pôs a criança no chão e começou a juntar, ansiosamente, tudo o que podia no seu avental.
    Esgotados os oito minutos, a mulher carregada de ouro e jóias, correu para fora da caverna e a porta se fechou…
    Foi, então, que se lembrou que a criança ficara lá e que a porta estava fechada para sempre!

    Este conto retrata, de certo modo, o que acontece connosco. Temos uma vida inteira para viver neste mundo, mas muitas vezes esquecemo-nos do principal.
    E o principal da vida, são os valores espirituais, a família, os amigos, o respeito pelos outros, a solidariedade…
    Só que a ganância, a riqueza, os prazeres materiais, fascinam-nos de tal modo que o principal vai ficando muitas vezes mais esquecido…
    O tempo que temos nesta vida é curto, esgota-se rapidamente e, muitas vezes, deixamos de lado o essencial, o principal da vida, a verdadeira riqueza…, que são os tesouros da alma.

    “Se Deus criou as pessoas para amarmos e as coisas para usarmos, porquê então amarmos as coisas e usarmos as pessoas?

  3. Abril 12, 2011 00:42

    Obrigado pela partilha. Feliz daquele que vive sempre disponível para aprender. Aquele que se deixa encantar pelas coisas simples e pequenas da vida. Aquele que não anda sempre a olhar para cima do ombro, a pensar no que os outros pensam dele. Feliz de quem reflete sempre, e esta atento. Que vê para além do momento. Que aprende com a vida, e cada situação é uma oportunidade de crescimento. Feliz de quem escuta o outro, com espírito crítico, e coração aberto e disponível. Quem for capaz de dialogar consigo mesmo, e por em causa as suas certezas absolutas viverá com mais paz.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: