Skip to content

Promessas no Agr.1348

Maio 20, 2011

Vamos fazer promessas. E o lema escolhido foi: “Com Madre Teresa, sê lápis de Deus”

Neste ano dedicado a Madre Teresa, escolhemos esta frase dela como inspiração: “Eu sou apenas um lápis na mão de Deus, um Deus disposto a escrever uma carta de amor ao mundo”.

Para concretizar mais este pensamento, utilizamos a parábola do lápis:

Havia um fabricante de lápis que antes de enviar cada lápis, chamou-os para lhes dizer:

– Precisais de saber cinco coisas antes que eu vos envie para o mundo. Lembrai-vos sempre destas coisas e sereis o melhor lápis.
Primeiro – Sereis capazes de fazer grandes coisas, mas apenas se permitirem serem seguros pelas mãos de alguém.
Segundo – De tempos em tempos experimentareis cortes dolorosos, mas isso é necessário para que vos torneis num lápis ainda melhor.
Terceiro – Tendes a capacidade para corrigir qualquer erro que possais cometer, desde que queirais aprender com eles.
Quarto – O mais importante em cada um de vós, será sempre o interior do vosso corpo.
Quinto – Tendes de conseguir escrever em qualquer condição. Deveis sempre deixar uma marca clara e legível, não importa o quão difícil seja a situação.

Os lápis compreenderam, prometendo lembrar-se destas palavras, e foram para a caixa conscientes do desejo do seu criador.

3 comentários leave one →
  1. Virgilio Ferreira permalink
    Maio 22, 2011 18:52

    Quero dar os parabens a todos os lobitos exploradores e pioneiros que fizeram a respetiva promessa, deixai que Deus escreva e desenhe o vosso caminho e a vossa vida.

    Boa caça.

  2. Manuel permalink
    Maio 22, 2011 23:44

    E que belas melodias escreveu Deus com o seu lápis de aspecto frágil, pequenino, mas com uma enorme força interior. Madre Teresa de Calcutá.

    “Não usemos bombas nem armas para conquistar o mundo. Usemos o amor e a compaixão. A paz começa com um sorriso”
    Quantas pétalas de flores, quantos sorrisos, quantas alegrias, quantos alívios de dor e sofrimento, que as marcas desse lápis, da vida e fé, deixaram no coração de tantos.

    “Tão profunda ânsia por Deus… repulsa – vazio – sem fé – sem amor – sem fervor…”
    “Se não houver Deus – não pode haver alma – se não houver alma então, Jesus – Você também não é real.”
    Quantas lágrimas foram cada um dos riscos deixados por esse lápis aos olhos de Madre Teresa e de Deus, perante o sofrimento daqueles que ela abraçava.

    Que sejais também vós, Escuteiros da Lama, a “Santa das Sarjetas” e deixai-vos levar pelas mãos de Deus para que Ele possa escrever ao mundo as suas cartas de Amor.

    “O que eu faço, é uma gota no meio de um oceano. Mas sem ela, o oceano será menor.” (Madre Teresa de Calcutá)

  3. diana filipa lopes vilas boas permalink
    Maio 24, 2011 18:24

    gostei mt das promessas foi muito giro e foi bom relembrar as primeira promessas. Adorei

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: